segunda-feira, 24 de novembro de 2014

"Contas,contas e mais constas!" ou " O caso do rapaz que queria gritar"

O momento dramático em que sou acordado aos gritos e penso que morreu alguém, quando na realidade a gritaria se deveu uma conta das finanças que acaba de chegar para o je pagar.
Não entendo o motivo da gritaria, pego na porra da conta e quando olho para o valor...
Só me apetece gritar.
Pelos vistos as contas não podem chegar quando a minha carteira anda recheada, não...
Chegam precisamente nas alturas em que ando mais pobre que a pobreza, a assaltar mealheiros e a procurar moedinhas nos intervalos das almofadas do sofá.
Pior, chegam maiores que o montante disponível na minha conta,
Resumindo, começo a fazer contas de onde posso ir buscar dinheiro para pagar a conta, e ao fim de muito pensar, calcular, roer unhas e ter vontade de me suicidar com uma overdose de nutella chego á brilhantemente triste conclusão que terei de colocar um cheque provisório junto da entidade maternal, entidade essa que me acorda aos gritos.
Hoje a minha disposição altera entre :

E ainda...

4 comentários:

  1. Até tremo quando se fala em Finanças.. mas também já recebi dois anos seguidos reembolso do IRS e comecei a conter-me nos comentários negativos xD

    ResponderEliminar
  2. Eu já recebi reembolso do IRS, mas no ultimo ano só recebi 1/4 do que descontei. Este ano quero ver se não tenho de pagar...

    ResponderEliminar